Google+ GRITOS VERTICAIS: Galope Surreal

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Galope Surreal

(Foto: André L. Soares)



GALOPE SURREAL
(André L. Soares)
.
Entre deuses e mundos infindos
saúdo Netuno, que é meu irmão;
depois de milênios vivendo em seu reino
me lanço no espaço obscuro do céu,
fui brincar com Atena no anel de Saturno
e plantar em Mercúrio um novo sorriso,
pra louvar o amor de Dadá e Corisco,
com as bênçãos de Gandhi e Jubiabá!...
Voando sereno, nas asas do sonho,
montado em Pégaso,
nesse galope interestelar!
.
E se o mar é miúdo pra minha nau,
o bem e o mal não são páreos pra mim;
feroz como um raio, parto pra Marte,
no grande estandarte: o Corão e o Pasquim.
Medusa sugere o caminho pro sol,
mas cruzei a galáxia guiado por Thor;
e vi doze sereias amarem Narciso,
felizes, ao som de Dodô e Osmar!...
Voando sereno, nas asas do sonho,
montado em Pégaso,
nesse galope interestelar!
.
Numa lua de Urano: oceano de luzes,
com mil tons lilases e gases néon,
vi quasares sugados por buraco negro
em tela de Dali e verso de Drummond;
a voz de Elis ecoou dentro do big-bang,
fazendo o tempo render-se à canção
que Homero escreveu numa tarde, em Vênus,
enquanto valsavam Zeus e Piná!...
Voando sereno, nas asas do sonho,
montado em Pégaso,
nesse galope interestelar!
.
De volta à Terra, retomo a quimera,
bandeira maior de nossos ancestrais:
viver em harmonia, num mundo sem guerra,
sem dor, sem miséria, fome ou solidão,
em que toda ambição busque o bem-comum;
sendo tudo tão belo tal Rio e Cancún,
selando, pra sempre, a paz derradeira
no beijo de Obama em Ahmadinejad!...
Voando sereno, nas asas do sonho,
montado em Pégaso,
nesse galope interestelar!
.
.
.
 
.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

33 comentários:

  1. Belíssimo seu "Galope Surreal".
    Parabéns André!
    Sua poesia nos encanta!
    .
    Abçs
    Verluci Almeida

    ResponderExcluir
  2. André, belo poema!

    Você poderia ativar os botões de compartilhamento do Blogger, assim ficaria mais fácil para seus leitores compartilharem seus poemas nas redes sociais. :)

    ResponderExcluir
  3. Parabens pelo poema, de volta a ativa com muita inspiração. Hoje a Giselle completa 10 aninhos, ligue para ela, e vamos jogar um xadrez qualquer hora.
    Há braços!!

    ResponderExcluir
  4. Belo poema!!
    Há braços!
    visite: www.braztenis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. André! Que fantastico! Fez lembrar quando eu estava inspirada a falar sobre mitologia e afins... uma delícia, um voo...nesse seus versos, eu o acompanhei! rsssss



    Adorei.

    ResponderExcluir
  6. Um galope que nos leva ao mundo mitológio entrelaçado ao mundo real. Surreal é a beleza de sua poesia.
    Beijos doces.

    ResponderExcluir
  7. É surreal de tão lindo seu poema, parabens!

    ResponderExcluir
  8. Anônimo19:04:00

    É surreal de tão lindo seu poema, parabens!

    ResponderExcluir
  9. André, meu poeta querido, só posso lhe dizer que achei supremo. Viverm em paz, num mundo tão belo quando Rio e Cancún. Quem não quer? Esse é um sonho que tem atravessado os tempos. Parabéns, mais uma vez. Aceite meu beijo de luz em sua alma sensível.

    ResponderExcluir
  10. André, dizer o que mais?
    Apenas ler, reler e me deliciar.
    Lindo, poeta.
    Beijocas e mais beijocas pra você.

    ResponderExcluir
  11. André L. Soares

    Já te li tantas vezes e agora te encontro aqui.

    É um grande prazer!!!

    ResponderExcluir
  12. Fantástico!!!
    É isso que posso falar do seu "Galope Surreal", meu querido André.
    Lembro-me de toda sua empolgação e dedicação na construção dessa belíssima obra.Obrigada por esse privilégio.
    É emocionante ver o resultado de sua Arte. Ao ler aqui este poema maravilhoso, pude até ouvir sua voz, recitando-o e cantarolando-o cheio de inspiração e felicidade.
    Parabéns, vida.
    Beijosss!

    ResponderExcluir
  13. Olá, André!
    Obrigada pela sua visita e palavras lá no Me and You.
    E você, que belo poeta também é, adoraria ler um dos seus lá no meu pedaço.
    um grande abraço, carioca

    (Já estou seguindo-o.)

    ResponderExcluir
  14. A pessoa que não pode viver significativamente hoje não o pode esperar levar uma vida brilhante amanhã . Não importando que grandes planos a pessoa possa fazer, se não valorizar cada momento, será o exatamente como muitos castelos no ar. Todas as causas no passado e todos os efeitos no futuro estão condensados dentro do momento presente da vida. Se melhoramos ou não o nosso estado de vida neste momento, determinar se podemos expiar as maldades que causamos desde o infinito passado e se seremos capazes de acumular a boa sorte que permanecer por toda a eternidade. (Daisaku Ikeda)
    Bjão de uma fadinha que adora voar por ai.

    ResponderExcluir
  15. Alinne, bom dia.

    Que bom que ler esse seu comentário. Você conhece o quanto a poesia é fundamental pra mim. Fico mesmo muito feliz que tenha gostado do poema. É sempre muito importante a sua opinião.

    Beijosssss, minha linda.

    E um outro pro meu super-amigão,... o Romeuzinho.

    ResponderExcluir
  16. MeAndYou, bom dia.

    Muitíssimo obrigado por sua leitura e apreciação. Certamente que ficarei também muito e honrado por ter um poema meu recitado em seu belo blog.

    Pra você,... um abraço brasiliense, direto de Guarapari!

    ResponderExcluir
  17. Muito bom esse poema. Aliás, dei uma lida rápida por outros textos e vi que sua poesia é de muita qualidade. Parabens, meu chapa.

    ResponderExcluir
  18. Lindo isso, André. Virei mais vezes aqui, para ler seus belos escritos. Beijinhos, poeta.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo02:46:00

    Bom post sobre Blogger: GRITOS VERTICAIS - Postar um comentario. Estou muito impressionado com o tempo eo esforço que você pôs em escrever esta história . Vou dar- lhe um link no meu blog de ​​mídia social. Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  20. Hola,

    Soy Estela, administradora de dos directorios web, con PageRank 4 y 5.
    Navegando por la red encontré tu página y está bastante buena. Me encantaría colocar tu página en mis directorios.
    Si estás de acuerdo, no dudes en escribirme para llegar a un buen acuerdo.

    Espero tu confirmación... desde ya, muchas gracias¡¡¡


    Éxitos con tu proyecto ;)




    Un cordial saludo
    Estela Garay
    estelagaray10@gmail.com

    ResponderExcluir
  21. Esse poema é simplesmente maravilhoso. Adorei, poeta. Beijinho pra ti.

    ResponderExcluir
  22. André,
    Pelo poema podemos ver o seu alto nível intelectual. Pelas palavras passas todos os conflitos da sua existência. Mexeu comigo...
    Parabéns!
    Abs

    ResponderExcluir
  23. Anônimo12:18:00

    Estou impressionado de ler uma história tão poderosa sobre Blogger: GRITOS VERTICAIS - Postar um comentario. Vou postar um link no meu site cupom para este blog . Eu estarei de volta para ler mais.

    ResponderExcluir
  24. Isso é um poema. Obrigado, André. Há tempos não leio algo tão inspirador. Abração, amigo.

    ResponderExcluir
  25. Surreal mesmo, como uma tela de Salvador Dali. Muito bem escrito seu poema, aliás, todo o seu blog. Parabéns!

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde.


    Agradeço a todos pela visita, leitura e generosa apreciação.

    Espero que voltem e continuem prestigiando os ‘Gritos Verticais’.

    Muito obrigado.

    Sejam todos sempre muito bem vindos.

    Grande abraço!
    .

    ResponderExcluir
  27. Lindo seu texto, poeta. Surreal mesmo, porém não desvinculado dos objetivos humanos. Parabéns.

    ResponderExcluir
  28. Belo poema, não somente este, mas todo o conteúdo do seu blog se traduz em qualidade e inspiração!
    Obrigado por compartilhar conosco!

    ResponderExcluir
  29. Voo serena, nas asas do teu sonho...

    Lindo!

    ResponderExcluir
  30. Poema GENIAL! Muito bom mesmo. Sua inspiração navegou por mares e mares diversificando, criando atmosferas pra lá de surreais. Adorei. Abraços,_____________________LL

    ResponderExcluir