Google+ GRITOS VERTICAIS: Estro

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Estro


(Foto: André L. Soares)
.
.
.
ESTRO
(Rita Costa & André L. Soares)
.
Adoro a forma como absorve
o que de minha alma
a palavra se alimenta;...
parece que invade
minhas entranhas,
onde apanha letras e fonemas.
Sinto que preencho espaços
resguardados de outras eras,
quando vejo que em seus versos
há muito de minha essência.
.
Não sei o que você pensa...
– penso que nem me entendeu –,
mas sua poesia surge no papel,
e, quem diria,... lá estou eu!
.
.

.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

23 comentários:

  1. Parabéns Rita e André, por este poema tão lindo.

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  2. Lindo!
    Da alma sai tudo aquilo que nela predomina e que a incendeia.

    Gostei, poetas, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Sentimento puro, parabéns aos dois. bjs

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que encanto de poema, fiquei embasbacada diante da simplicidade e da força emanada(s) nele!

    Beijos aos dois!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, Poeta!

    Meu querido, sei que não cabe elogiar o poema, já que se trata de uma parceria.
    Mas fica aqui registrado meu agradecimento pelo carinho de mais essa divulgação, assim como minha admiração por essa postagem feita com tanto primor viu. ;)

    Coincidência ou não, essa linda flor que você escolheu para ilustrar o poema é uma das minhas preferidas. Eu adoro hibiscos!

    Beijusssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  6. Saudações!
    Amigo André!
    Lindo Poema!
    É muita inspiração em sua veia poética!
    Só você meu amigo!
    Abraços!
    LISON.

    ResponderExcluir
  7. André,

    Como sempre, muito lindo seu poema.

    O que sai do coração, às vezes, pode parecer incompreensível para quem lê, mas não para aquele que escreve.

    Parabéns!

    Beijos no coração.

    Rosana.

    ResponderExcluir
  8. Gostei nuito do post, você etm muita inspiração.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns por mais um excelente poema, André!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. há coisas que nos deixam sem palavras por serem assim - de alma!



    abraços

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Lindo poema, sentimento poético vem de dentro da coisa mais pura que existe dentro de nós, que é a nossa alma.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. "No fim só fazemos poemas a ti"... rs

    Muito esse poema em parceria, parabéns poetas!


    Abraços;
    Fabrício

    ResponderExcluir
  15. Parceiro(a), por favor, peço que mude o endereço do banner ou link do Marmotas da web para http://www.marmotasdaweb.com..
    .


    Agradeço desde já!

    http://www.marmotasdaweb.com

    ResponderExcluir
  16. Muito Legal!!!

    Espero que goste de selinhos.

    Pois tem um selinho esperando por você la no meu blog passa lá..

    Bom feriadão e beijos no coração

    ResponderExcluir
  17. Essa tive que procurar no dicionário

    ResponderExcluir
  18. Parabens !!! Ótimo poema.
    Os dois são capixabas???
    Mais uma vez parabens!

    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Como sempre, cada vez que se juntam esses dois bons poetas o resultado é um poema maravilhoso. Beijos pra vocês.

    ResponderExcluir
  20. Muito bom. Não só esse lindo poema, mas o blog como um todo. Você é poeta de verdade. Parabéns. Um beijo.

    ResponderExcluir
  21. Belo poema, André. Um prazer ler teus poemas novamente.

    Shirley Carreira

    ResponderExcluir
  22. Nossa!!!!! O fascínio que exerce é estonteante!!!

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela leitura, comentários e generosa apreciação.

    Espero que continuem prestigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam todos sempre muito bem vindos

    Grande abraço!

    ResponderExcluir