Google+ GRITOS VERTICAIS: Soneto da Total Entrega

sábado, 31 de janeiro de 2009

Soneto da Total Entrega


(Flamenco Female Dancer - CrisVector)
.
.
.
SONETO DA TOTAL ENTREGA
(André L. Soares)
.
Tendo comprometido o coração
deu-se além, de modo mais complexo,
a saciar-lhe o peito, o ego, o gosto, o sexo,
sem haver se arrependido, então.
.
Contudo, quanto mais ela se dava
de novo, mais queria ainda se entregar,
como, provando, viciasse o paladar,
escravizando a alma, a mente e a palavra.
.
E assim doou o pensamento após, até
face a veemência com que partia o corpo,
a ponto mesmo de lhe faltar o ar, também;...
.
matando a própria ambição, tal um aborto,
querendo ser somente a sua mulher,...
agora e sempre, na hora do amor,... amém!
.
.
.


.
Leia também:
  Gritos Verticais / O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

50 comentários:

  1. Lindo!
    Você escreve di-vi-na-men-te bem, parabéns, ganhou uma fã (rsrs).

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. É, não segue o padrão clássico. Mas tá bom.

    ResponderExcluir
  3. Raísa, muito obrigado por suas palavras gentis.

    Um abração pra você também!


    ...


    Rafael, meu amigo,... é verdade...

    Na época em que fiz esse poema, eu não conhecia todas as regras da confecção de um soneto. Aí ficou assim, esse 'soneto-imperfeito'. Mas hoje, quando já domino as regras do soneto, ainda posto esse poema, apenas por achar que o resultado ficou bom. Mas, de fato, não é um soneto.

    Grande abraço, Rafael!

    ResponderExcluir
  4. cara eutbm amo poesia e acho bacana quando vejo alguem que escreve bem como você. Eu estou escrevendo um livro que se chama ( "poesia para jovens do tempo e do pensamento")... depois vou enviar algumas para ti pq no blog estou colocando mais as cronicas... talvez depois eu faça um só para as poesias...
    abraço e saiba que gosto muito de ler suas poesias viu...

    ResponderExcluir
  5. Quisera eu me entregar
    assinm, Lobodomar

    com puro desejo,ansia e prazer..
    quisera eu acreditar,Lobodomar

    que,além da poesia,
    isso é possível!

    ResponderExcluir
  6. é/dizer que ta tri é uma obviedade/dizer que tu sabe escrever tambem/o rapaz fala - "padrao classico" -rafael coelho - padrao classico um caralho!!!!-nao existe regras/nao existe padroes ou convencoes!(!) .abraços.

    ResponderExcluir
  7. Que é isso, meu amigo André!

    :-)

    Essa discussão sobre o soneto é antiga. Então, nem cabe, numa postagem, discutir. O poema foi mesmo feito fora dos padrões do 'soneto'. Mas, o resultato final me agradou. Daí eu continuar a postá-lo. Também acho que a poesia está acima das regras. Contudo, vez por outra, aceito, de bom grado, submeter-me às imposições do soneto: apenas como um desafio.

    O importante é a arte e paz.

    Grande abraço, Poeta!

    ResponderExcluir
  8. Bem-vindo ao blog Alvaro Oliveira-
    -poesia.
    Perante sua presença no meu blog,
    entrei no seu website que desco-
    nhecia e de vo dizer-lhe que
    gostei da sua poesia.

    Felicito-o

    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. "tá bom " é pouco , esta ótimo , eu não entendo como deve ser um soneto clássico e nem preciso saber para ter a clareza do que é belo e com sentimento.

    Parabéns

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Lindo, como sempre.

    Adoro ler-te!

    ResponderExcluir
  11. NOssa, que divino! E sem contar com a imagem! Vc é demais!

    ResponderExcluir
  12. Quanto as formiguinhas.. é mesmo, lembro das latas de alumínio! E, estamos vivos até hoje!!!! rssss

    ResponderExcluir
  13. Lindo, deixa sem palavras.
    As palavras atravessam o olhar e seguem direto ao coração..Parabéns

    ResponderExcluir
  14. Como sempre um lindo poema, oração...imagem igualmente bela!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. André,
    Lindo, como tudo que escreves. A absorção das palavras e sentimentos impregnados nestas, nos levam a entrar no soneto, como dele fizéssemos parte. Sucesso.

    ResponderExcluir
  16. Com ou sem padrão clássico o que importa é que ficou maravilhoso. Poetas não precisam seguir padrões basta nos presentear com lindas canções de amor.
    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Como disse a Raísa, você escreve divinamente bem!
    Parabéns por esse talento e dom que a muito tempo não vejo nas pessoas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Não sou muito bom com poemas, mas desse gostei muito. Abraços

    ResponderExcluir
  19. A entrega total e sem medida , muito bem descrita... muito bom!!!
    beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  20. Muito bonito, poeta! Você foi fundo, mais uma vez! Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  21. André, se é soneto ou se não é soneto, isso pouco importa. O que conta é que o poema ficou emocionante. Passa muito sentimento ao leitor. O que pode mais querer quem escreve ou quem lê poemas?

    Diante de um poema desse, só me cabe dizer que, a cada dia, a cada nova leitura de seus poemas, tenho mais respeito e admiração por seu trabalho.

    Quisera eu ter um décimo da sua inspiração.

    Superbeijo pra você, meu Poeta!

    ResponderExcluir
  22. Olá,

    Vim aqui agradecer seu acompanhamento e aproveitar para conhecer seu blog.

    Incrivelmente a imagem da dançarina flamenca era justamente a que me faltava em meu último banner e "roubei". rsrs

    Adorei seu blog e voltarei mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Nossa, tu escreves muito bem! Parabéns, lindo o poema!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Passar por aqui é sempre muito bom, pois sempre encontro coisas ótimas de ler e aprender.

    Bjo.

    Cláudia

    ResponderExcluir
  25. André, gostaria muito de sua ajuda com o meu doutorado, respondendo ao questionário (que não leva 5 minutos): http://spreadsheets.google.com/viewform?key=p_XEdH2kRM1ZWNlJMIEeHRg. Estou à disposição para sanar dúvidas. Abraços, Carol Terra

    ResponderExcluir
  26. Realmente bom!
    Te listei em meu blog como "indicado ao "prêmio" Dardos".
    Espero que não se importe.


    Abraço.

    ResponderExcluir
  27. Tens belos poemas aqui, obrigado pela visita
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Me encanta como anudas las palabras tejiendo imágenes
    Penélope

    ResponderExcluir
  29. Como queria me entregar assim!
    Ah! soneto ou não, está divino!

    Boa tarde! Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Não sou poeta, não entendo de poesia muito menos de sonetos, mas entendo de amor e entrega. Quando se ama quem precisa de regras?
    Parabéns!
    Abraço
    angel

    ResponderExcluir
  31. Estou deliciando-me a cada visita.
    Parabéns pelo trabalho.
    Quanto ao formato, entendo quase nada e, vez ou outra, faço das minhas também. Licença poética talvez.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  32. Já pensou em publicar um segredo sem se identificar?
    Conheça meu blog..
    Abraços..

    ResponderExcluir
  33. Passe pelo meu blog http://ideiaespirita.blogspot.com
    Tem um presentinho para si.

    Um abraço
    Joana

    ResponderExcluir
  34. Muito lindo e profundo.O importante é o que as palavras nos transmite.Não há regras nem padrões para escrever o que realmente nos vai na Alma e o que vai na sua é Divinal.Parabéns pelas suas palavras,tão cheias de Amor e escritas com tanta Entrega,é isso o importante para quem escreve e para quem lê,continue por favor,tantos precisam dos seus poemas.Gostava muito de poder escrever assim...

    ResponderExcluir
  35. Um enorme abraço e um bom fim de semana AnaP.

    ResponderExcluir
  36. olá

    adoro poesia, adoro todas as palavras que são sentidas...

    o seu blog é muito bonito.

    se quiser, visite o meu:

    http://m-pensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  37. feliz da mulher que tem todo este amor a receber.


    :)

    ResponderExcluir
  38. oie, tem um desafio pra vc lá no blog!

    forte abç,

    teresa

    ResponderExcluir
  39. Você é realmente muito talentoso.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  40. é bom amar...e bom poesia...é o máximo Poemar :))
    So vale a pena ...quando há entrega total*

    ResponderExcluir
  41. Como sempre, gostei! Belas palavras. Amor só é amor se há entrega de corpo, alma e coração. Não existe amor pela metade.
    André, aproveitando deixo o aviso que está no ar o Concurso Blog Por Excelência by £0KYTRPB0X
    Confira!
    http://lokytrp.blogspot.com
    Beijo e boa semana!

    ResponderExcluir
  42. Bom Dia André!

    Se aqui houvesse o recurso de música, para esta Flamenco Female,
    o ideal seria o Into the Dark, de Jesse Cook, (guitarrista que gosto muito) e vim a conhecer por indicação sua.

    Sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  43. esse seneto e muiot otimo,parabens!



    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br
    http://www.solendasurbanas.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  44. oi, André,
    estou voltando a blogar e passando aqui para conferir as novidades do seu blog. Pra variar, maravilha! Santa inspiração esta sua, menino! Beijão e muito sucesso para voce.

    ResponderExcluir
  45. Não sei escrever poema,mas sou leitora dos seus.e por pensar e amar com o coração,posso dizer-te que seus poemas são magníficos!!.Voce Andre já nasceu poeta.Obrigada pela alegria dos nossos encontros todas as tardes; quando me delicio nos seus belos poemas!Que Deus te Dê sabedoria,saude e luz!
    Bjmmmmm..

    ResponderExcluir
  46. Soneto ou não, pouco importa. O que importa é que esse poema está perfeito. Perfeito mesmo. Parabéns, poetinha.

    ResponderExcluir
  47. Bom dia

    Agradeço a todos, pela visita, leitura e comentários. Espero que continuem prestigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam sempre muito bem vindos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  48. Magia e perfeição. Esse poema sou eu em minhas entregas. Parece que você estava me vendo ao escrever. Lindo isso, André. Parabéns!

    ResponderExcluir