Google+ GRITOS VERTICAIS: O Câncer de Gaia

terça-feira, 14 de outubro de 2008

O Câncer de Gaia


(Hard Live - Nuno Lobito)
.
.
.
O CÂNCER DE GAIA
(André L. Soares)
.
Existe um ser cuja coerência
vive em xeque:
pois submete a própria alma
aos desmandos da matéria;
capaz de trair tudo
em que acredita,...
deixa, até, que seus irmãos
morram de fome.
.
Existe um ser cuja soberba
o consome,
que se afirma semelhante
a um deus maior;
porém, espalha dor e morte
ao seu redor
[qualquer coisa
por um punhado de moedas].
.
Existe um ser que não
conhece limites:
domina as feras, as pragas,
as intempéries;
só não controla a loucura
em si mesmo
e o vil talento para
propagar miséria.
.
.
.
.
.
Este poema integra a proposta do
Blog Action Day 2008”, cujo objetivo é discutir, por meio de ‘blogagem coletiva’ a realizar-se em 15.10.2008, a ‘pobreza’ e a ‘indigência’ no mundo, para que se possa refletir tais questões. Apresento, ainda, outra abordagem do mesmo tema e para o mesmo propósito no blog Doce de Fel, na forma de crônica.
.
Ao todo, são mais de 11 mil blogs envolvidos, cujos textos já foram lidos por mais de 12 milhões de internautas. Tive a chance de apreciar algumas dessas postagens e o nível é excelente, revelando elevado grau de consciência social.
.

31 comentários:

  1. olá!
    depois de um prolongado tempo sem acessar meus blogs, acabo por achar um comentário seu num destes pequenos pedaços de minha mente perdidos por esse mundo.

    fico muito grato pelo elogio ao meu texto.
    e tu deveras questionador, tens uma desenvoltura acima do normal ao escrever.
    um grande abraço de um estranho que ja te considera um amigo.

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto, belas palavras amigo André, parabéns!
    Um poema interessante que nos faz refletir, muito bom mesmo.
    O meu texto agendei para as 00:17 do dia 15/10 daqui a pouquinho, dá uma passada por lá, agradeço.
    Saúde, paz e sucesso!
    Abraço,
    Moura

    ResponderExcluir
  3. Na veia, André!
    Pobres de nós, fadados a nos alimentar de esperanças que nutrem tão-somente o interesse dos poderosos. E o que é pior: trata-se de um câncer para o qual o remédio é conhecido. Mas a indústria da pobreza cresce sempre em sentido contrário as promessas do poder.
    Bjs e inté!

    ResponderExcluir
  4. Ola amigo passe lá no meu novo blog e deixe todos seus links no formulário anexo, para eu add, e manter assim nossa parceria com todos os blogs.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. André,
    Não tive oportunidade de interagir na blogagem coletiva, mas seu texto é realmente emocionante e muito importante a iniciativa.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto, André!! Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Desde o primeiro instante que li esses versos, já fiquei ansiosa pela postagem dele, pela oportunidade de falar mais uma vez o quanto é emocionante esse poema.

    Ele nos faz olhar pra dentro de nos mesmos, ver o quanto somos acomodados, passivos... diante dessa realidade tão cruel que o mundo hj vive. Ou morre sei lá!

    Parabéns, André! Belíssimo seu poema. Beijussssssssssss, querido.:)

    ResponderExcluir
  8. Desculpe pela demora em respondê-lo, André, só vi agora suas mensagens, srsrsrs.

    Puxa!!!! Fiquei muuuuuito honrada pelo convite, muuuuito mesmo!!! Mas apesar de eu arriscar algumas poesias de vez em quando não sou exatamente poetisa, meu forte é prosa mesmo, romance, contos... tenho um romance e um conto registrados q estou tentando publicar há algum tempo, por isso criei o facetas...

    Infelizmente não me sinto à altura do convite, mas agradeço de coração pela oferta...

    A propósito, um curiosidade: como vcs conheceram meu blog?

    Mais uma vez, muitíssimo obrigada!!!!
    ellen regina
    www.facetasdemim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Aproveitando que estou aqui, srsrsrs. A-D-O-R-E-I o seu modo de escrever e descrever as coisas, vc tem um talento incrível, que poucos 'poetas' da net têm.

    Parabéns, André, de verdade!
    Espero que vc consiga o reconhecimento de que merece.

    Um grande abraço.
    Ellen Regina.
    www.facetasdemim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Belo poema!
    Uma bela reflexão sobre o ser humano, suas condições e o que fazemos por nós, pelos outros e pelo futuro de todos que hoje está em xeque.
    Beijos
    Até breve...

    ResponderExcluir
  11. Me pergunto como pode essas coisas acontecerem ... triste e mais triste ainda por ser tão real.

    beijo a vc querido e continue sempre com esse seu dom maravilhoso !

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Anônimo17:32:00

    Adorei seu blog. Gostaria de solicitar um endereço de email para contato.
    Abraços,
    Bia

    ResponderExcluir
  13. Excelente texto e a imagem é contundente.

    bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  14. Lindo poema.
    Emocionou... por demais...
    Abçs

    ResponderExcluir
  15. muito bom, muito verdadeiro, é pena, mas é real, abraços andré

    ResponderExcluir
  16. Ahhhh fiquei sabendo desse projeto só dps que aconteceu, acredita? que pena, pena que vc nao m e avisou tmb neh? hahahaha.
    Perfeito o seu poema como sempre, belissimo!

    Saudade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. muito bom... consciência, meu!!

    ResponderExcluir
  18. isso, vamos ter consciência!

    ResponderExcluir
  19. André, excelente crítica. Parabéns. Sabe, estou sempre observando as novidades do seu blog, pra ver se aprendo. Agora me deparo com um novo recurso, chamado 'Siga os Gritos'. Como se coloca isso no blog? Desde já agradeço a gentileza da resposta. Abraços.

    ResponderExcluir
  20. O melhor desse poema - que é lindo - não é sua beleza; mas sim sua importância. Perfeito. André, fico impressionada com a qualidade constante de seu trabalho. Um beijo pra você, poeta de todos nós.

    ResponderExcluir
  21. Falou bem... quer dizer, poetizou super bem... há muita soberba e muita loucura, em nao se refletir a consequencia de nossos atos, pior ainda quando infames....

    olha, arrumei um jeito de ir mais rapidinho em lançar seus blogs nos meus 11 blogs, nao sei se aqui vai aparecer como fica no final ao ser postado, mas vou por aqui

    teu formulario nao aceitou o codigo..


    é, vai ter que passar nos blogs para ver o resultado, qualquer coisa me diz...

    http://educar-sonialotus.blogspot.com/

    http://portalflordelotus.blogspot.com/

    http://portalcidadania.blogspot.com/

    http://astologiaparavoce.blogspot.com/

    ou clika no meu nome, vai pro Educar..

    acho que ainda falta... mas farei hoje ainda... obs: nao pulei linha para economizar espaço mesmo... seus blogs é que sao arrumadinhos e limpeza, bom de ler e de olhar, mas eu sou uma bagunceira...rsrs...

    bjus

    ResponderExcluir
  22. Muito bom! É realmente importante as pessoas se importarem com essas questões, pois é coisa sério!
    Sei que o blog já é sucesso, mas mais sucesso ainda!

    ResponderExcluir
  23. Oi !
    Tudo bom ?!

    Olha, tá rolando um concurso lá no merthiolate, quem escrever o melhor conto de natal vai ganhar 1000 cartões de visitas ! Passa por lá pra conferir o regulamento !

    beijos

    ResponderExcluir
  24. André,
    bacana o poema e o evento. Gostaria de ter participado de algo com essa grandeza de espírito, pena não ter ficado sabendo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Ei! Lindíssimo poema! Atinge profundamente e nos faz refletir...que "doença" é essa, sem cura...ainda.

    Parabéns!Abs.Cel

    ResponderExcluir
  26. Grande André, os sons da tua poesia nos fazem pensar... e muito.
    Parabéns pela sua escrita fluida e profunda.

    Um abraço desde Portugal deste capixaba saudoso.

    Daniel Amaral

    ResponderExcluir
  27. Muito boa esta poesia, forte e sensível...
    Adorei
    Bjs
    Perséfone Hades

    ResponderExcluir
  28. muito belo o sue poema ele e bem profundo,gostei mesmo.



    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br
    http://www.solendasurbanas.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  29. Gostei demais, texto maravilhoso.A gente se envergonha desse ser.

    ResponderExcluir
  30. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela leitura, comentários e generosa apreciação.

    Espero que continuem prestigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam todos sempre muito bem vindos

    Grande abraço!

    ResponderExcluir