Google+ GRITOS VERTICAIS: A Relatividade da Verve

segunda-feira, 2 de junho de 2008

A Relatividade da Verve

(Evening Village - Ramon Pujol)
.
.
.
A RELATIVIDADE DA VERVE
(André L. Soares)
.
Choram os mares abertos
por onde lançam-se os barcos,
em portos de ‘adeus’,... abscessos,...
à espera do doce regresso,
saudade incontida em gestos,
(mosaicos que dou a você)...
por toda pureza que abraço
nos beijos de janeiro a março.
.
Sofre meu pulsar disperso
nas mãos que aqueço em afago,...
são cacos de vidro e pregos
da distância que faz estragos.
No entanto, o longe está perto,
no mais eu pago pra ver,...
se há mesmo esse caminho errado
nos sonhos que seguem atalhos.
.
Imensa, a dor desses versos
que o poeta risca ao acaso,
louco, a vagar entre prédios,
catando lampejos e restos
da verve entregue ao passado
(embora nem saiba o porquê)...
dos astros que queimam,... eternos
nas curvas do tempo e do espaço.
.
.
.

24 comentários:

  1. João Magalhães06:57:00

    Prezado André,
    Prezado André,

    Fazia algum tempo que não passava por aqui. Estava ocupado na criação do meu novo blog, o Realidade Online, em substituição ao Repórter Net, que foi hackeado.

    Agora que concluí a tarefa - por sinal muito trabalhosa - retornarei minhas visitas diárias.

    Abs

    ResponderExcluir
  2. Mano blogueiro,
    há coisas que passam e continuam passando. Saudades. Prenúncios de saudades. É como dizia o velho Agostinho: vivemos o presente do passado.
    Paz e bom humor
    Walmir
    http://walmir.carvalho.zip.net

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Só passando pra ver as novidades!
    Abraços

    http://dihdusbeko.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ola você poderia mudar meu endereço?

    agora é www.upedown.org, obg e abraços.

    ResponderExcluir
  5. ... quantos caminhos até chegar a um beijo,
    que solidão errante até tua companhia!
    Neruda meu querido! ;)

    "A Relatividade da Verve" é uma poema tão lindo que pede versos em grande estilo.
    Como sei que aprecias o poeta vim trazer pra vc junto com meu carinho especial, mais beijusssssss e votos, de que tenhas um dia maravilhoso. :) Beijusssssss

    ResponderExcluir
  6. ... quantos caminhos até chegar a um beijo,
    que solidão errante até tua companhia!
    Neruda meu querido! ;)

    "A Relatividade da Verve" é uma poema tão lindo que pede versos em grande estilo.
    Como sei que aprecias o poeta vim trazer pra vc junto com meu carinho especial, mais beijusssssss e votos, de que tenhas um dia maravilhoso. :) Beijusssssss

    ResponderExcluir
  7. ... quantos caminhos até chegar a um beijo,
    que solidão errante até tua companhia!
    Neruda meu querido! ;)

    "A Relatividade da Verve" é uma poema tão lindo que pede versos em grande estilo.
    Como sei que aprecias o poeta vim trazer pra vc junto com meu carinho especial, mais beijusssssss e votos, de que tenhas um dia maravilhoso. :) Beijusssssss

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo blog! Poesia é poesia!

    Marcelo Mota Valério
    http://motavalerio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Cara, adorei os quadros que você posta. Você poderia fazer alguns posts só com/sobre eles. sucesso

    ResponderExcluir
  10. Lindo o poema!
    Realmente, suas palavras são profundamente encantadoras!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Opa seu blog ja esta linkado no Cogumelo Louco

    http://docedefel.wordpress.com/


    abraços

    ResponderExcluir
  13. Por favor troca o meu link ai...

    Tava assim
    didusbeko.blogspot.com!

    Coloca assim ó
    Nome do link: A vida no beco

    URL : http://www.avidanobeco.com/

    Por favor faz isso pra mim!!!

    Abração

    ResponderExcluir
  14. muito tocante mesmo .(*_*)

    ResponderExcluir
  15. Procurei em todos os seus blogs, um endereço para mandar-te um email, mas não encontrei. Peço-te que entre em contato comigo, saberás como fazê-lo. Com carinho da amiga Cris.

    ResponderExcluir
  16. André:

    Que coisa linda!
    Sensibilidade aflorando
    em cada verso.
    Talento e criatividade
    se unem em cada frase.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. Caro André, mais uma vez um texto belíssimo que até me faz deixar algumas palavras:
    Devido ao que aprendemos, algo pode ser/estar certo, o errado, quanto ao tempo e espaço pra nós, também podem ser relativos, contudo pra DEUS pode ser absoluto.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Muito bonito. Demoro a vir agui, mas sempre que venho leio belos poemas. Valeu, André.

    ResponderExcluir
  19. Venho aqui deixar neu elogio a este belissimo blog, como sempre com posts muito interessantes, meus parabens, espero que continue sempre assim - são blogs assim que a internet esta precisando

    Marketing na internet, como ganhar dinheiro online - Ganhar Dinheiro

    ResponderExcluir
  20. Dei uma volta por aqui e gostei do que vi e li.
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  21. andre o seus conto eles e muito bom parabens pela suas obras.


    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br
    http://www.solendasurbanas.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela leitura, comentários e generosa apreciação.

    Espero que continuem prestigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam todos sempre muito bem vindos

    Grande abraço!

    ResponderExcluir