Google+ GRITOS VERTICAIS: Sem Metáforas

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Sem Metáforas

(Massacre dos Inocentes – Peter Paul Rubens)
.
.
.
SEM METÁFORAS
(André L. Soares)
.
A gente pode prosseguir blefando
– ou não –
que o mal será curado com falsa democracia;
que eleição e referendo são remédios eficazes;
que Deus é brasileiro e essa nação tem bom futuro
e que a moral religiosa aponta mesmo uma saída.
.
A gente pode continuar mentindo
– ou não –
que a corrupção se estancará pela via do Direito;
que bem distribuir renda se faz com negociação;
que não derramar sangue torna todos mais felizes
e que se faz revolução sem que haja algumas perdas.
.
A gente pode dizer, se equivocando
– ou não –
que o narcotráfico está sendo mesmo derrotado;
que as garras das máfias não se apossaram do Estado;
que somente a educação vence a injustiça social
e que é algo construtivo o que chamamos de mídia.
.
A gente pode persistir se iludindo
– ou não –
que se deve acatar a ‘banda podre’ da polícia;
que a morte não é cura exata para os crimes políticos;
que humanismo recupera estuprador e assassino
e que nossa covardia nos faz um povo especial.
.
A gente pode ir avante se enganando
– ou não –
que basta fechar os olhos ao que sofre o vizinho;
que o povo não pode assumir o controle de um país;
que se pode viver bem negando a guerra civil
e que ninguém quer ver cortado esse mal pela raiz.
.
A gente pode até deixar que as elites roubem tudo.
A gente pode ser passivo e até mentir que é cristão.
A gente pode até viver em um nível subumano.

. 
Mas até quando?
.
.
.

24 comentários:

  1. Oi, meu querido poeta!
    "sem metáfora" é gigantesco, estupendo, digno de seu criador. Admirável sua consciência política!
    Minhas sinceras homenagens!!!!!
    Um grande abraço,

    Oliveira

    ResponderExcluir
  2. Nossa. A pintura se casou perfeitamente com o que vc. escreveu. Lindo!

    ResponderExcluir
  3. Oi, André. Agradeço a visita e o comentário no espartilho. Bj, Chris.

    ResponderExcluir
  4. Se eu te falar que já pensei em escrever uma música no esquema desse poema, você acredita? Óbviamente não foi pra frente e o resultado foi horrendo, ao contrário do seu. Parabéns, você escreve muito bem. Vou continar lendo seus textos.

    Ah propósito, obrigado por comentar no meu Blog, você sempre será bem vindo. =D

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo Blog!

    Acesse o meu também!Fui...

    http://funxd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Caro poeta,

    Maravilhoso! Não apenas esse, mas todos os poemas!
    Já está add aos meus favoritos e será linkado e recomendado aos amigos.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Me lembrou a música do Gabriel Pensador...

    ResponderExcluir
  8. Se quiser fazer parcerias de links, é só me deicxar um comentario!!


    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Belo texto, tenho um lado meio comuna e outro psicologo rs, e no meio desse mar, não vejo na morte solução... e mto menos q há luz nesse fim de tunel (ou poço)... a não ser q nós mesmos compremos e instalemos td com as nossas mãos... Assim como a Má, meu pensamento reflexo foi a musica do Gabriel rs
    Voltarei mais vezes, abraços!

    ResponderExcluir
  10. Olá, meu querido.
    Bom demais ver esse poema que tanto aprecio postado aqui também.
    Gosto muito desse seu lado poético, a forma intensa com que usa as palavras pra dizer às verdades que tanto nos incomoda.
    Grande Poeta,... plagiando o amigo acima, eu vou completar o gigantesco com o perfeito e o LINDO. Tudo, que esses versos são. Parabéns! E beijusssssssssssssssssssssssss de Alma.

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente,bem no português...
    TÔ DE CARA!!!
    Muito bom o blog,lindas poesias,bem organizado,parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Brilhante esse poema!
    Sabe que quando eu converso com familiares e amigos aí no Brasil e falo das minhas impressões com relação ao país, meu medo de voltar... Eles acham exagero.Tudo que está errado já é tão comum que não os aflige ou assusta. Na verdade a gente sabe que acontece. Mas a "ficha só caiu" mesmo, quando de fora pude ver realmente onde é que eu estava.


    Obrigada por camentar no meu Blog.

    Um abraço,

    Fabiana

    ResponderExcluir
  13. Brandão15:17:00

    Fala André!
    Parabéns pelos moemas cara, pode ter certeza q entrarei mais vezes por aqui.

    E espero você no Muito Horrorhow mais vezes também! Muito obrigado pela visita.

    Um grande abraço,
    Brandão - Muito Horrorshow!

    ResponderExcluir
  14. Venho aqui e as vezes, não comento.
    Não há palavras que se diga diante de poemas tão lindos. Não há palavras que possam definir o que se sente lendo um poema, principalmente poemas que falam do mundo e do ser em poucos versos.
    Não há palavras que possam ser mais lindas do que o próprio poema.

    ResponderExcluir
  15. Cara, muito obrigado pela visita em meu blog e pelo comentário honesto.

    Vou passar a acessar o teu, até então para mim desconhecido, blog de poesias.

    É isso !

    ResponderExcluir
  16. Bruno Delfino20:12:00

    Fala André Luiz, tudo certo?

    Muito obrigado pela visita ao blog Falando Nisso e pelo comentário deixado.

    Concordo com tudo que vc disse lá.

    Um grande abraço e sucesso.

    Bruno Delfino
    www.falandonisso.com

    ResponderExcluir
  17. Obrigado por enviar um comentário no meu blog pessoal.

    Gostei muito do texto, tem muita coerência. O final nos faz pensar, mas de certa forma, ninguém pode responde-lo.

    ResponderExcluir
  18. Belo poema, mano blogueiro.
    Aí está o esgoto e seus habitantes, cada um jogando ou ameaçando jogar porcariazinhas uns nos outros. E jogando mesmo.
    Paz e bom humor, sempre.
    walmir
    http://walmir.carvalho.zip.net

    ResponderExcluir
  19. Já coloquei o seu nos meus favoritos,espero que você faça o mesmo ^^

    ResponderExcluir
  20. Espetacular!Bom texto André, deixa sua opinião clara sobre alguns assuntos e ao mesmo tempo, a incorpora em ações na sociedade.Por incrivel que pareça, acabei de postar sobre mais ou menos a mesma coisa no meu blog. Se quiser, dá uma lida lá.

    Obrigado pelos elogios e volte sempre que quiser cara.

    Sugestão: quando comentar, deixa o link do seu blog, entrei no seu perfil e tinha milhoes de blogs, fiquei em duvida em qual ir.

    Abs

    http://calcajeansehavaianas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. ... até que a água transborde...

    ResponderExcluir
  22. esse e uns do seu poemas mas otimos qui eu acho.


    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br
    http://www.solendasurbanas.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde André Luis!
    Gosto muito de suas poesias
    de cunho social.
    Adorei estes versos:
    "A gente pode até deixar que as elites roubem tudo.
    A gente pode ser passivo e até mentir que é cristão.
    A gente pode até viver em um nível subumano.

    Mas até quando?"

    Tenha um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela leitura, comentários e generosa apreciação.

    Espero que continuem prestigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam todos sempre muito bem vindos

    Grande abraço!

    ResponderExcluir