Google+ GRITOS VERTICAIS: Reticências...

domingo, 4 de novembro de 2007

Reticências...


(Champs-Elysees – Bo Brannhage)
.
.
.
RETICÊNCIAS...
(André L. Soares)
.
...pelo aberto que fica,
são, por certo,
o melhor sinal:
nunca dão um adeus,...
jamais, ponto final!
.
.
.

5 comentários:

  1. Te leio todos os dias.... e assim que eu fico... reticências, porque comentar a beleza sempre com um lindo, fica repetitivo.. e as palavras me fogem.. sempre...

    lindo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Outro dia eu estava a conversar com uma amiga sobre o diálogo das reticências. Todos nós somos adeptos introspectos da reticência...

    =***

    ResponderExcluir
  3. Gracioso demais esse poema querido.
    Adoro!
    Beijinhosssssssssss de Alma Poeta. ;)

    ResponderExcluir
  4. E muito menos exclamativos e interrogativos.

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela visita, leitura e comentários. Espero que continuem presigiando os 'Gritos Verticais'.

    Muito obrigado.
    Sejam sempre muito bem vindos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir