Google+ GRITOS VERTICAIS: Na Estrada

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Na Estrada


('Off for a Stroll' – Steve Thoms)
.
.
.
NA ESTRADA
(André L. Soares)
.
Ganhando a estrada
Comecei dura jornada
Iniciei meu sonho bom
Abri picadas e caminhos
Dei com a cara em espinhos
Mas não parei, prossegui.

Nas curvas da estrada
Fui gigante e fui nada
Eu dancei conforme o tom
Derrapei, cometi erros
Vi nascer, fui a enterros
Doeu, mas sobrevivi.

À beira da estrada
Animei muita balada
Fiz poesias, fiz meu som
Fiz serestas, tive abrigos
Tive amores, fiz amigos
De muitos já me perdi.

E ainda na estrada
Humildade me foi dada
Entendi o seu cánon
Busquei ser mais generoso
Tentei ser mais amoroso
Só não sei se aprendi.

Na mesma estrada
Tantas vezes trafegada
Vivi o drama de Drummond
Em duras pedras tropecei
Dizer se venci não sei
Sei que inda não desisti.
.
.
.

11 comentários:

  1. Oi, André!

    Não conhecia teu blog... cheguei aqui através do concurso. E vou continuar frequentando...

    Parabéns pela iniciativa. E, como vc pediu, aqui estão os links para os meus indicados:

    VAN FILOSOFIA - http://vanluchi.blogspot.com/2007/09/um-rosto.html

    VERMELHO CARNE - http://vermelhocarne.blogspot.com/2007/09/doce.html

    CONVERSA DE LEIGO - http://conversadeleigo.blogspot.com/2007/09/ela.html

    A COR DA LETRA - http://acordaletra.blogspot.com/2007/08/segredos.html

    BLOG DO NIL BRITTO - http://nil.brito.zip.net/arch2007-09-01_2007-09-30.html

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema...

    Bem bacana o blog. Tenho um de clássicos da Sessão da Tarde.
    Vlw
    http://www.ex-filmes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Jamais desista querido!
    Tamb�m as pedras fazem parte dessa longa jornada.
    E quando n�o puder remov�-las, contorne-as... Transforme em lindos versos.
    Que seu caminhar seja sempre florido poeta. Adorei a leitura. Obrigada! ;)
    Beijussssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Olá André! Que legal você gostar de escrever, eu também gosto! Gostaria de saber se posso indicar um blog para participar do concurso (muito boa idéia, aliás). É o blog da Rita Apoena, o link é http://ritaapoena.zip.net. Também gostaria de indicar poemas dela, mas não sei se posso... pelo que entendi, para indicar um blogger eu preciso ter sido indicado também, né? De qualquer maneira, um abraço e obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  5. "fui gigante e fui nada" adorei... é assim que me sinto as vezes...

    ResponderExcluir
  6. Bonito André. Não importa se venceu ou não,´torna-se desimportante ante o princípio básico da sobrevivência - não desistir, jamais!

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi André,

    A indicação me trouxe aqui e acredito que as visitas serão constantes. Flavinha fez a indicação, essa moça fofa lá do Pará. E meus indicados são:

    O Abandono, do Coisas de Prata (Marcos Piva) - http://coisasdeprata.blogspot.com/2007/06/o-abandono.html
    Oração, do Núcleo Último da Pessoa (Diego Cardoso) - http://nucleo-ultimo-da-pessoa.blogspot.com/2007/07/orao.html
    Oração de Intimidade à Sra. do Vale, do Sobre Todas as Coisas (Anderson Lucarezzi) - http://sobre-todas-as-coisas.blogspot.com/2007/05/orao-de-intimidade-sra-do-vale.html#links
    Faroeste Fantástico, do Naja Cuspideira/Veneno (Karla Lima)- http://o.veneno.blog.uol.com.br/arch2006-07-01_2006-07-31.html
    Passou, do Pseudo-Poemas (Marcos Pontes) - http://pseudo-poemas.blogspot.com/2007/08/passou.html

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. olá André!

    Ainda bem que continuas a caminhar e ainda não desististe...lol
    Adorei o teu poema.
    Tropeçar todos tropeçamos e ainda bem, é sinal que estamos vivos e temos muito ainda para aprender.
    Beijos mágicos

    ResponderExcluir
  9. um otimo poema e um bom site.

    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  10. Realmente, poeta, viver nos ensina muito. Aliás, é a única forma de aprender. Parabéns pelo poema.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela visita, leitura e comentários. Espero que continuem apreciando e prestigiando os ‘Gritos Verticais’.

    Muito obrigado.
    Sejam sempre muito bem vindos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir