Google+ GRITOS VERTICAIS: O Bárbaro

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

O Bárbaro


('Bal au Moulin de la Galette' – Pierre-Auguste Renoir)
.
.
.
O BÁRBARO
(André L. Soares)
.
Quero invadir o teu sexo
como quem toma de assalto um país
manipular teus ímpetos
violar tuas defesas
sussurrando em teus ouvidos
delícias obscenas
e com carícias plenas te fazer feliz.

Quero ser o teu carrasco
algoz perverso da tua paixão
que ao desejo não dá trégua
mas que com a dura mão que afaga
deixa seca tua boca
e faz de tuas entranhas um rio
que corre em meio a um vulcão.

Quero ser o ditador
de tuas vontades
dotado de maldade especial
disparando mil beijos suaves
contra a fortaleza que é o teu pescoço
e num descomunal esforço
ao longo de dias fazendo amor
provarei o teu sabor nessa orgia
e como pátria conquistada
tu farás tudo o que eu quiser
servirás ao teu bárbaro invasor
que orgulhoso e violento
tomará posse
do teu corpo de mulher.
.
.
.

3 comentários:

  1. Maravilha!
    É essa, a palavra que melhor define não só esse poema perfeito, tão lindamente carregado de sensualidade, como todos os outros que tem nos dado o prazer de ler aqui.
    Seu talento é inegável querido e o que mais gosto é essa sua facilidade de não ser repetitivo. A cada postagem uma deliciosa surpresa. Demais esse poema viu!
    Beijussssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. vc e um grade poeta,parabens pela sua obras.


    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br
    http://www.solendasurbanas.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde.

    Agradeço a todos pela visita, leitura e comentários. Espero que continuem apreciando e prestigiando os ‘Gritos Verticais’.

    Muito obrigado.
    Sejam sempre muito bem vindos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir